3 super dicas para vender mais no YouTube 

3 super dicas para vender mais no YouTube 

Se você tivesse que escolher entre o YouTube e o Facebook para turbinar a venda de algum produto ou serviço, qual escolheria?

(     ) Youtube?

(     ) Facebook ?

Se você elegeu o YouTube como uma das suas redes de vendas, acredite, você escolheu bem.

Isso porque o site de vídeos tem a preferência mesmo.

De acordo com um levantamento divulgado em junho de 2018 pelo Pew Research Center, grupo de estudos sediado nos Estados Unidos, os jovens americanos têm preferido o YouTube ao Facebook.

Foram entrevistados 743 adolescentes e mais de mil pais e responsáveis.

Isso indicou que 85% das pessoas preferem a rede de vídeos, enquanto apenas 51% apontaram o Facebook.

Paralela à essa popularidade nos Estados Unidos, também está a adesão brasileira à rede que entretem por meio do audiovisual.

Cerca de 95% por cento da população online brasileira também acessa o YouTube segundo relatório do YouTube Insights publicado em 2017.

YouTube e suas vendas

youtube

No entanto, no início de 2018, o YouTube anunciou que haveria mudanças em sua política de monetização de vídeos.

A partir desse período, começou a valer que para ganhar dinheiro pelo Youtube, o autor do canal deveria ter pelo menos mil inscritos e quatro mil horas de visualizações nos últimos 12 meses.

Além de mudar a política, YouTube também tem investido em parcerias que colaboram com o enorme crescimento e popularidade.

O site de vídeos fechou um contrato com a Vevo para impulsionar vendas de anúncios e, de acordo com informações do Canal Tech, antes as equipes de vendas da Vevo vendiam vídeos do YouTube.

Agora a situação é praticamente inversa.

É mais uma prova do quanto as vendas estão aí para fazer empresas e pessoas se movimentarem e ganhar mais dinheiro.

Mas afinal, como você vendedor pode aproveitar o YouTube para vender mais?

Separei 3 SUPER DICAS para você começar!

Se já tem suas investidas no Youtube, mas não pratica nada do que está a seguir, as dicas são para você também. Olha só:

1. Anúncios

Há diferentes modalidades de anúncios no YouTube.

Entre as mais populares está a utilização daqueles vídeos de 30 segundos antes de um conteúdo começar pra valer.

É chamado de anúncio in stream.

Apesar dele apresentar como opção o botão “pular”, dando ao view o poder de escolher se assiste aquele conteúdo ou não, esse tipo de anúncio no Youtube quando prende a atenção de verdade traz um bom retorno, ainda mais quando o usuário termina de assistir todo o conteúdo.

E como fazer a pessoa ver todo conteúdo no Youtube ?

  1. Primeiro, nunca entregue o jogo do seu anúncio.
  2. Deixe alguma pergunta no ar, alguma informação que gere curiosidade e expectativa.
  3. E, em seguida, responda, não enrole, vá direto ao ponto e seja sincero.

O mais importante de tudo isso é você se lembrar que não é só visualizações que você tem que obter: é conversões em vendas.

Não se esqueça de explorar bem sua página de compra, visualmente e no conteúdo para que se o cliente chegue até ela, ele realmente COMPRE com você.

2. Parcerias

Lembre-se que ninguém entra no YouTube como quem entra numa loja disposto a comprar produtos.

O poder de venda do YouTube está na FORMA como você se expõe e gera a curiosidade das pessoas em irem buscar o que você está recomendando.

Por isso busque parcerias que agreguem ao que você vende.

Tente emplacar seus produtos junto aos produtores de conteúdo que o utilizam ou que o recomendariam.

Analise o perfil do seu produto, do seu público e veja que parcerias fariam dele o mais vendido.

Lembre-se, nem sempre o que é muito conhecido é muito vendido.

A taxa de conversão de vendas no Youtube é de quase 50%, segundo especialistas, mas muitas pessoas ainda cometem o erro de DIVULGAR muito e VENDER pouco.

O território tem tudo para te favorecer. Por isso, analise se a real necessidade do seu produto é se tornar popular.

3. Conteúdo

Faça vídeos com os benefícios do seu produto ou serviço e com a APLICAÇÃO deles.

O Youtube facilita e muito a exposição do uso das coisas.

Por isso, aproveite essa facilidade para mostrar como o que você vende é capaz de ajudar e transformar a vida das pessoas.

Algumas sugestões de conteúdo são:

  • Dicas: com vídeos práticos e rápidos
  • Review: durante a dica 2, em parcerias, aproveite para alguém dar um depoimento a respeito da experiência com seu produto.
  • Palestras: você é representante da sua marca e esteve palestrando em algum evento? Mostre em vídeo!
  • Daily Vlog: rotina diária com o que você vende, apresente como funciona os bastidores do seu trabalho e mostre a relação direta da rotina com seu produto

Não se esqueça também da estrutura do seu vídeo se optar pela produção de conteúdo.

Elabore o roteiro, prepare uma boa edição e unifique as 3 SUPER DICAS para que tenha muito mais resultado.

E claro, muito mais vendas!

Sucesso e ótimas vendas

 

Leia Mais

Como vender mais no Dia dos Namorados: 3 situações de vendas imperdíveis 

Dia dos Namorados

O Dia dos Namorados chegou não apenas para aquecer os corações apaixonados e estreitar laços afetivos.

A data também desembarca com tudo para fazer subir a temperatura do termômetro das vendas e unir as escolhas dos milhares de casais in love com o seu propósito, vendedor, de vender mais.

O dia 12 de junho tem uma representatividade importante para o universo das vendas nacionais. Olha só:

  1. Comemoramos o dia dos namorados no Brasil desde 1949, período de mais abertura do mercado brasileiro. A data, segundo informações divulgadas pelo jornal Folha de São Paulo foi inventado por uma agência que pretendia reverter a queda das vendas no meio do ano. Um dos idealizadores foi João Agripino Dória.
  2.  Uma pesquisa sobre hábitos de consumo dos brasileiros feito pelo Tiendeo, apresentou que 79% dos respondentes da pesquisa vai comemorar a data junto com a pessoa amada.O presente que os entrevistados tanto pretendem ganhar como receber é um jantar romântico.
  3. Em 2017, de acordo com informações da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgadas no do portal  do Governo Federal, a previsão foi de que o brasileiro movimentaria R$1,65 bilhões na economia só nesta data.
  1. Segunda pesquisa do Ibope Conecta a pedido do Mercado Livre, os respondentes comentaram que  entre os presentes preferidos estão smartphones e artigos de moda como roupas, calçados, bolsas e outros acessórios).

Resultado de imagem para dia dos namorados objeçoes

Mas apesar dessa expressividade toda para o mercado brasileiro, não é todo vendedor que lida bem com as situações deste 12 de junho.

Pelo contrário.

Muitos vendedores ficam tão nervosos ou ficam focados apenas em cumprir e bater determinadas metas que não priorizam o contorno de objeções durante as vendas dessa época.

O resultado?

A empolgação seguida de uma incomoda frustração.

É assim mesmo que muitos vendedores se sentem:

empolgados antecipadamente – convencidos pelas campanhas publicitárias e propagandas de que a data será um sucesso, mas muitos não conseguem chegar ao menos na metade da meta que lhes foi transferida.

E parte desse impasse surge porque algumas situações *não são compreendidas e esclarecidas pelo vendedor, justamente por que ele não consegue:

  1. Qualificar o que é e o que não é uma objeção;
  2. Contornar corretamente a objeção qualificada;
  3. Eliminar essa objeção usando uma técnica de argumentação + técnica de encaminhamento para o fechamento da venda.

Objeção em Vendas

A objeção no processo de vendas, nada mais é do que uma forma do cliente te dizer NÃO sem ser direto.

Isso acontece porque:

  • não gostou do seu atendimento
  • não gostou do seu produto
  • não se sentiu confortável
  • não sentiu confiança da sua parte
  • não tem dinheiro e não tem medo de se sentir rejeitado caso diga que não tem dinheiro para comprar.

Por isso, quando receber uma objeção, procure enxergá-la como uma oportunidade de melhorar o seu processo de vendas e atendimento.

Ao invés de pensar: “Mais um caroço que não quer comprar nada”, pense:

“Por qual razão ele está me dizendo isso?”.

Ou seja, quando ouvir uma objeção, seu principal objetivo é perguntar, ouvir e entender seu cliente.

Acompanhe TRÊS SITUAÇÕES desse dia dos namorados que com certeza vai surgir por aí. Confira:

1- “Não tenho muito dinheiro para gastar no Dia dos Namorados”

O cliente entra na loja, descreve o produto desejado.

Fica feliz com seu atendimento, animado, ama o produto, mas na hora de olhar o preço tudo muda.

Logo ele lança um: “não tenho muito dinheiro para gastar neste momento”.

Nesta situação, você deve devolver essa afirmação com uma pergunta para o cliente, afinal, ele já está decidido a dar um presente.

Então, você sabe que o primeiro objetivo dele é comprar um.

Lembra de perguntar, ouvir e entender seu cliente?

Devolva com uma pergunta sutil, ajustando seu tom de voz e expressão corporal ao dele, para poder entender seu motivo:

– É mesmo, Seu Carlos? E o Sr veio aqui hoje pretendendo investir até quanto neste presente?

2- Perguntas diretas, saída perfeita

Aqui você já faz uma pergunta direta para qualificar o potencial de compra deste cliente.

Pois se ele disser um valor muito baixo para a realidade do que você vende, você não precisará investir tanto tempo nele.

Se estiver um pouco abaixo, você tem condição de reverter, e se estiver dentro, nem preciso dizer, correto?

Assim que ele responder, diga algo parecido com isso:

Show de bola, Seu Carlos! Fique tranquilo, das últimas 10 pessoas que eu conversei hoje, 9 me disseram a mesma coisa que o senhor.

Não se preocupe, pois nós vamos encontrar o presente perfeito para a sua namorada juntos.

Deixa eu só tirar algumas dúvidas bem simples para poder te ajudar da melhor forma possível:

Esse comentário tem como objetivo deixá-lo confortável com a situação de ter um valor específico para investir.

Mesmo que esteja mentindo para você.

Também tem como objetivo aproximar você e ele, trazê-lo para o seu lado, fazer ele perceber que você não quer somente vender, mas ajudá-lo a encontrar o presente para a pessoa que ele ama, sacou?

Levantamento de necessidades

Resultado de imagem para dia dos namorados presentes

Agora entra o momento de usar o que você levantou de informações no momento em que fez o levantamento das necessidades dele.

Onde ele disse o que buscava, como era, para quem era.

Você formulará o que vai dizer, seguindo a lógica dessa linha de raciocínio, veja:

Seu Carlos, só para gente se alinhar, como o senhor me disse, esse presente é para a [nome da pessoa], sua [namorada, noiva, esposa, ficante, etc – o grau de relacionamento afetivo da pessoa], e está buscando esse presente assim por que ela gosta de [citar o que ele disse que ela gosta, cor, desenho, detalhe, etc], com valor de investimento até [o valor que ele disse que consegue pagar] e que com certeza ela vai amar quando você entregar! É isso mesmo?

(O Seu Carlos vai confirmar, e confirmando, você engata outro comentário seguido de pergunta)

– Perfeito, Seu Carlos, que bom que a gente está tão bem alinhado assim. Então, veja só, PENSANDO NISSO, dá uma olhada neste aqui. Ele tem [Você vai ter pego um produto com as características próximas a que ele disse que a pessoa que vai ganhar tem, então vai apresentar as características do produto], que são exatamente as que a [nome da pessoa] gosta, e isso significa que [enfatizar todos os benefícios, vantagens e o quanto ela vai amar ganhar aquele presente], e ainda por cima, o valor de investimento é apenas [apresentar o preço, e se fugir do que ele pretende investir, ridicularizá-lo, da seguinte forma, por exemplo], e a diferença é tão pequena, mas tão pequena, que se você dividir até o próximo ano, dá só R$ 0,04 por dia, e vamos falar a verdade, o sorriso no rosto da [nome da pessoa], não tem preço, né, Seu Carlos!

(Nessa fala acima você gerou concordância, trouxe ele para ainda mais perto de você, apresentou o produto, mostrou as características, ancorou elas no que ele comentou que buscava para a pessoa, mostrou as vantagens e os benefícios de comprar, ou seja, agregou valor na apresentação, e apresentou o preço por último, ainda sabendo como ridicularizar, caso passasse um pouco do que o cliente comentou)

Fechamento

Resultado de imagem para aperto de maos

Feito isso, é só ver se ficaram dúvidas e encaminhar para o fechamento:

– Seu Carlos, o senhor tem alguma dúvida em especial? Fez sentido para o senhor?

– Maravilha, e o Sr prefere pagar no dinheiro ou no cartão?

Ele pode parar para pensar ou pode dizer logo de cara, se dizer, só dê continuidade, conclua e repasse com ele, e ao final, ao entregar o produto nas mãos dele, diga:

Seu Carlos, parabéns pelo investimento! Com certeza a [nome da pessoa] vai amar, o senhor fez a melhor escolha possível!

Se ele parar para pensar e não responder, diga:

Seu Carlos, ficou alguma dúvida? É algo relacionado ao presente, ao preço? Como eu posso te ajudar? (Pergunte, ouça e entenda)

Perguntando, ouvindo e entendendo, você será capaz de contornar qualquer tipo de objeção que seu cliente der.

Mesmo que no final ele não feche contigo (lembre-se que você não é obrigado a vender para todo mundo, mas é obrigado a esgotar todas as possibilidades de encontrar caminhos para convencê-lo a comprar).

Para cada objeção que ouvir, siga a linha de raciocínio que eu te apresentei aqui, e contextualize seus argumentos em cima dessa base, ok?

Aproveitando que o amor está no ar,  não se esqueça de compartilhar este texto com seus amigos vendedores.

Sucesso e ótimas vendas!

Leia Mais

O que o Mustang tem a ver com suas pesquisas em Vendas

mustang

Ele é o Mustang. Motor V8 5.0, potência de 466cv, câmbio de 10 marchas, automático com um porta malas de 382l.

Você gostaria de ter um carro desse?

Enquanto você pensa na resposta, a Ford saiu na frente e decidiu, na verdade, continuar com a produção desse carro favorito das pistas.

Mas outros modelos de passeio não tiveram a mesma sorte, sabia?

A Ford anunciou que vai parar a produção nos Estados Unidos dos modelos de passeio: Fiesta, Taurus, Focus e do Fusion.

Apesar de não divulgar ainda a previsão em que as máquinas pararão de fabricar esses outros carros, a empresa tomou essa decisão.

Serão fabricados apenas Mustang e o Focus Active em solo americano.

Além disso, até 2020, estima-se que:

 90% da linha de fabricação da Ford será formada por picapes e os chamados Sport Utility Vehicle, os Suvs, carros esportivos.

De acordo com o site Quatro Rodas, o motivo da mudança que elimina da linha de fabricação dos veículos de passeio, seria nada mais nada menos que o PREJUÍZO

Estratégia de mercado: Mustang fica

Informações divulgadas no site do The new York Times, apontam que a Ford perdia dinheiro com o Fiesta, o Focus e o Fusion Sedan.

Somado a isso, os carros de passeios no Estados Unidos não tinham boa saída.

O jornal ainda divulgou que, em 2012, era 51% de participação de carros de passeio no mercado americano, em 2017, esse número caiu para para 37%.

Resultado de imagem para ford focus

Essa ação da Ford  ilustra bem uma estratégia de mercado, que sem dó, quer ir ao encontro do que vende mais.

E não do que dá prejuízo.

No mercado brasileiro, segundo dados da Fenabrave, de 2016 para 2017 o mercado automotivo cresceu:

de 9,36% para 9,94% nas vendas de automóveis de passeio.

O que revela que para um mercado que se dinamiza, estratégias de vendas assim como Ford teve lá nos Estados Unidos são importantes.

O que ninguém te contou

Resultado de imagem para ford

São muitas dicas recorrentes sobre o momento de agir drasticamente e tirar um determinado produto ou serviço do mercado.

Assim como a Ford foi firme na decisão de tirar da fabricação carros que a acompanharam a anos e manter o Mustang, você também pode ser firme quando o assunto é tirar o seu produto ou serviço de circulação.

Mas entre as muitas recomendações, hoje eu deixo uma delas para você, vendedor: invista em pesquisas.

As pesquisas de vendas são importantes para te apontar direções no seu segmento de mercado.

Ainda mais se ele apresentar prejuízos.

Por isso, duas dicas:

1. Não ignore pesquisas em números.

Esteja sempre atento às novidades não só das metas da sua empresa, mas também aos alcances do setor e do mercado.

O que mudou nos últimos 5 anos no seu setor?

Você sabe responder?

2. Fique de olho no panorama do ano seguinte antes de tirar seu produto ou serviço de circulação ou produção.

Contrate ou compre pesquisas sobre o seu segmento.

E não ignore as tendências que dizem muito sobre como você pode agir, sem perder muito dinheiro, no seu setor produtivo.

Tem alguma história para contar sobre o momento que precisou deixar de vender um produto ou serviço?

Deixe nos comentários, quem sabe posso te ajudar!

Abraço, Sucesso

Ótimas vendas

 

Imagens: Reprdoução

Leia Mais

Como vender quando o meu concorrente cobra mais barato que eu?

Olá amigo vendedor, como está?

Preparei um vídeo abordando uma pergunta que ainda impede muitos vendedores de decolarem nas vendas:

Como vender quando o meu concorrente cobra mais barato do que eu?

Nessa situação tenho sempre dois recursos matadores. E são justamente eles que apresento no vídeo a seguir!

Ps. O primeiro argumento é SENSACIONAL! Confira ?

Gostou do vídeo? Deixe o seu comentário no abaixo ?

#SouVendedor #OrgulhodeSerVendedor

Sucesso e boas vendas.

Abraços,
Thiago Concer.

Leia Mais

Meu potencial cliente cota comigo, mas nunca compra. O que fazer?

Vendas

Imagine a situação: um potencial cliente liga e faz a cotação de algum produto ou serviço que você vende, mas não compra. Passa algum tempo e ele cota mais uma vez (ou várias vezes) e, de novo, não compra.

E agora, o que fazer?

Essa situação é muito comum entre os vendedores e, a maior parte desses, ainda continua sem saber o que fazer quando um potencial cliente sempre pede um orçamento e nunca compra.

Friso mais uma vez, vendedor, que você não é obrigado a vender para todo mundo. Você deve vender para os clientes que te dão lucro. E, geralmente, os clientes que dão mais problemas, são justamente aqueles que te dão menos lucro.

Então, vale a pena ter esse cliente?

Nesse podcast dou dicas de como agir nessas horas, solucionando o problema e tendo mais lucratividade.

Confira Aqui:

Leia Mais