Gamification: 5 momentos para aplicar no treinamento em vendas

Gamification: 5 momentos para aplicar no treinamento em vendas

gamification

Gamification como treinamento de vendas, já ouviu falar?

Treinamentos em Vendas nem sempre são a primeira opção dos gestores quando o assunto é capacitar a equipe. Mas quando as vendas começam a cair e a equipe passa a não se engajar tanto como deveria é hora de estudar maneiras de potencializar o conhecimento e promover a interação entre os membros.

Em casos assim, é o momento de aplicar algum treinamento, pois o vendedor sem conhecimento renovado não avança. E se o vendedor não avança, sua empresa também não. 

Veja só como os treinamentos provocam efeitos. 

De acordo com informações da Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD), cerca de 87% das empresas já trabalham com orçamentos anuais para treinamentos. 

E a média de investimento por colaboradores saltou de R$624,00 no ano de 2016 para R$788,00 no ano de 2017. Isso representa um aumento de 21% e demonstra que as empresas estão investindo para valer nessa modalidade de capacitação. 

Gamification, o que é?

Dada a importância de investir nos treinamentos e desenvolvimento da equipe de vendas, fica a pergunta: qual será o treinamento mais adequado para minha equipe? 

Essa pergunta é muito comum entre os gestores, afinal, cada empresa lida com um segmento de vendas e tem uma equipe personalizada, de acordo com sua demanda de trabalho.

No entanto, entre as muitas possibilidades há um treinamento que tem ganhado destaque nos últimos anos, trata-se do Gamification.

Uma metodologia que promove a criação de atividades de aprendizagem de um jeito mais divertido e interessante. 

Na verdade, o treinamento gamification utiliza jogos – fora de seu contexto de competição e entretenimento – para motivar as pessoas e a resolverem problemas.

O gamification propõe o estímulo à criação de soluções em diferentes universos. 

Um treinamento por meio da metodologia gamification usa os elementos dos jogos e empresta  características desse universo como: 

  • a pontuação
  • a premiação ou recompensa
  • os obstáculos
  • os inimigos 
  • a mudança de fase
  • Tudo isso para constituir um plano que entretem, mas que tem como finalidade principal o aprendizado e a mudança. 

Proposta do gamification

De acordo com informações do portal CIOREVIEW:

O gamification é o conceito de motivação digital através de jogos que atuam na psicologia que impulsiona o envolvimento humano. 

A metodologia aumenta a produtividade e os sentimentos dos funcionários em relação ao local de trabalho, envolvendo-os e motivando-os a mudar comportamentos, desenvolver habilidades e, consequentemente, resolver problemas sem compensação adicional de recursos.

Melhorias significativas no engajamento de curto prazo são bastante perceptíveis, mesmo quando os projetos iniciais de gamificação geralmente se baseiam em uma abordagem de recompensa simplista.

Além disso, o gamification trabalha com a competição e a busca por conquistas e novas melhorias. Isso quer dizer que é uma metodologia que desafia o espirito competitivo das pessoas e pretende estimular seu orgulho e vontade em realizar algo. 

Como funciona nas vendas?

O portal “O conhecimento”associado a HumanTech dá um exemplo bem interessante de gamification.

Em artigo publicado, eles sugerem que seja desenvolvido um questionário em que o participante ganhe pontos para cada resposta correta.

“No final, caso tenha conseguido pontuação suficiente, ganha um troféu e a unidade seguinte é desbloqueada para o estudo.

“Os pontos podem ser representados por moedas e são acumulados ao longo do curso para formar o ranking geral dos colaboradores com melhores resultados. Para eles, esse sentimento de conquista fomenta o entusiasmo das pessoas em relação ao conteúdo ministrado. Está é uma forma de agregar valor ao negócio e convergir mais participantes para o mesmo objetivo. 

Agora pense como o gamification pode funcionar nas suas vendas. 

Que tal fazer com que cada meta alcançada pelo seu vendedor durante o treinamento represente algo dentro da empresa?

Podem ser pontos, bônus ou outra recompensa. 

Quando ele atingir uma determinada pontuação que você mesmo pode definir, ele pode ser bonificado e poderá entrar para um ranking de vendedores.

Quanto mais ele estuda sobre um determinado assunto poderá alcançar melhores posições.

Isso vai variar de acordo com o conteúdo que os gestores escolherem para serem trabalhados.

Trazer os fundamentos da gamification já é o início de uma mudança positiva.

A prática dele com certeza vai melhorar a forma como seu vendedor pertence a sua equipe.

Deixo 5 DICAS a seguir do que você pode trabalhar em um treinamento com a metodologia gamification.

1. DNA DO PRODUTO

Se você tem notado que sua equipe comete erros relacionados ao perfil do produto que você vende, é hora de focar em um treinamento que ensine melhor sobre isso.

Promova a compreensão sobre:

  • a motivação da empresa em vender aquele produto
  • como ele soluciona problemas 
  • como traz benefícios para as pessoas
  • qual o histórico daquele produto
  • de que forma vender mais dele também ajuda o vendedor 

2. DNA DA EMPRESA

Se o problema é o conhecimento sobre a empresa, sobre o ritmo de trabalho, profissionalismo, valores e funcionamento, incentive um treinamento que coloque o vendedor com a realidade de todos os setores.

Mostre o quanto o departamento de vendas é necessário para o funcionamento de todos os outros setores. 

3. CONHECIMENTO DE MERCADO 

O problema atual é entender como mercado funciona e até mesmo como a concorrência tem se posicionado em relação ao mesmo produto ou serviço que oferece. 

4. ETAPAS DAS VENDAS

O vendedor ainda não entende muito bem sobre como prospectar, trabalhar a negociação, o fechamento e o pós-venda?

Para quem está começando a ter um treinamento com gamification, ele oferece ainda mais energia, principalmente se a pessoa estiver totalmente disposta a aprender coisas novas. 

5. ENGAJAMENTO DE EQUIPE 

A equipe não anda tendo uma interação boa?

Que tal desenvolver um treinamento com a metodologia gamification que coloque todo esse time de vendedores para trabalhar um mesmo ideal?

Com mais estratégias, trabalhando as habilidades fortes de cada um e com mais união? Pensei nisso. 

E você?

Já conhecia essa metodologia ou já a viu aplicada em alguma empresa?

Comenta aqui como foi essa experiência e o que você viu dar certo. 

Abraço, 

Sucesso e ótimas vendas 

 

Fontes: Cioreview; Humantech; ABTD

Imagens: Pixabay

Leia Mais

“God of War”: 4 dicas quando as vendas surpreendem

Game of War

God of War foi o jogo exclusivo para PS4 mais rápido em vendas de todos os tempos.

De acordo com informações divulgadas no portal Just Push Start” : nenhum outro exclusivo vendeu a um ritmo tão rápido do que “God of War”, que saiu na PS4 apenas alguns meses atrás”

Segundo o portal, por meio de um e-mail enviado à Imagine Games Network (IGN), Mat Piscatella, do NPD Group, grupo que mensura dados sobre a indústria de games nos Estados Unidos, contou que “God of War” é o PS4 mais vendido de todos os tempos.

E tem mais!

O jogo, inclusive, é o mais rápido PlayStation exclusivo desde que o NPD começou a rastrear os dados em 1995.

“God of War” mantém a liderança que até pouco tempo atrás era do lançamento original do PS3, “The Last of Us”, lançado em 2013.

A previsão da NPD é que “God of War” continuará vendendo muitas cópias até o final de 2018.

Mas, você sabia que todo esse sucesso não era tão esperado?

God of War: Surpresa para desenvolvedores do game

Resultado de imagem para sony game of war

Game of War é um jogo desenvolvido pelo Estúdio Santa Monica e foi publicado pela Sony Computer Entertainment (SCE).

De acordo com declarações da empresa, o jogo excedeu as expectativas.

Em um mês após lançamento, o jogo ultrapassou a marca de 5 milhões de cópias vendidas.

Mas aqui, vendedor, temos uma situação nem sempre tão comum nas vendas, mas bem possível de acontecer: vendas para além da meta.

Pensando nisso, separei 4 DICAS sobre como lidar com vendas que superam as expectativas.

Afinal, dicas sobre como bater meta tem de monte.

Mas você já parou para pensar no que é ou não recomendado quando você realmente alcança os seus objetivos?

Se você acha que alcançar já é o fim, está enganado.

Bora lá?

1. Lance novos produtos ou serviços

Se as vendas deram certo e suas expectativas foram excedidas, não pare.

De acordo com uma pesquisa realizado pelo Sebrae, em 2017, sobre causa mortis, as empresas que tiveram seus negócios encerrados atestam que:

  • ter um bom planejamento antes da abertura do negócio
  • e uma boa gestão de negócios após a abertura

São os dois critérios mais importantes quando questionados sobre o fator mais importante de sobrevivência da empresa.

No caso da Sony, após esse recorde de vendas com “God Of War” eles estão revisando jogos já lançados e pensando em melhorar a comercialização deles para PS4

2. Escute a clientela

Sabe aquela estratégia de ouvir o cliente depois que algo dá errado?

Ela também é válida caso algo dê muito certo.

O cliente sempre terá um pedido especial, algo que deseja ser realizado. Escute-o.

Segundo artigo da Endeavor sobre atendimento ao cliente que expõe dados a respeito do “Estudo sobre as Empresas que mais respeitam o consumidor no Brasil” , o que faz uma empresa ser interpretada como aquela que respeita o cliente é o oferecimento de produtos de boa qualidade, em seguida, surge o atendimento ágil que apresente funcionários disponíveis em qualquer canal de contato.

Em “God of War”, fãs vinham pedindo a Sony que houvesse um modo New Game+ (New Game Plus) no jogo. Em junho de 2018, a Sony anunciou que atenderia ao pedido do novo recurso.

E agora os gamers poderão jogar neste modo com privilégios que já alcançaram ao completar o jogo principal. Pedido atendido.  

3.Invista na divulgação de resultados.

Mostre-se disponível para questionamentos e esclarecimentos quando as vendas atingiram novos recordes.

Neste momento, é muito importante agir com transparência ao descrever os processos de vendas.

E investir na divulgação de uma material sobre essa conquista.

Torne isso público aos:

  • clientes
  • parceiros
  • fornecedores 

Invista em campanhas para comemorar o recorde aproximando os verdadeiros responsáveis por esse sucesso.

4. Pense nos próximos passos

A Sony já começou a trabalhar no próximo jogo, mesmo com poucos meses de lançamento de “God of War”, segundo informações do portal Eurogamer.

Pensar em novas maneiras de melhorar o que já foi vendido sempre é um bom caminho para superar novas expectativas.

Inclusive, aliar esta etapa com a etapa 2, na prática, se faz muito pertinente.

Digo isso para aperfeiçoar aquilo que seus clientes gostaram, mas que ainda não amaram.

Crie um novo plano de trabalho ou melhore aquele que já entrou em execução e que já te mostrou que tem tudo para dar certo.

Quando concluir a meta, dobre a meta.

É bem por aí.

Abraço

Sucesso e ótimas vendas.

 

Imagens: Reprodução

Leia Mais

Engenharia Reversa em Vendas: 4 coisas que você precisa saber

engenharia reversa em vendas

O termo Engenharia Reversa em Vendas como próprio nome sugere está associado a reversão de algo.

Mas vamos entender melhor!

O conceito se refere a um processo em que é possível desmontar algo já estruturado para entender seus mecanismos e funcionamento detalhadamente.

O objetivo da Engenharia Reversa nesse sentido é a manutenção de determinado equipamento ou processo, bem como o aperfeiçoamento de seu desempenho.

Origens da Engenharia Reversa

A Engenharia Reversa tem suas origens em tempos da história em que havia a necessidade de se obter vantagem comercial ou militar durante guerras.

Um desses momentos aconteceu já no final da 2ª Guerra Mundial, 1945-1946, no antigo território soviético.

Nesses tempos, URSS e EUA já não eram mais aliados.

Estavam, na verdade, na iminência da Guerra Fria, quando o chamado Boeing B-29, um avião de guerra americano pousou em solo soviético e não retornou mais aos Estados Unidos.

Resultado de imagem para guerra fria charge

Neste episódio, a URSS encontrou na análise do avião uma maneira de desenvolver um modelo parecido ainda mais potente.

Isso aconteceu por meio da engenharia reversa. Ao desmontarem peça por peça e replicarem melhorando algumas estruturas, nasceu o Tupolev T-4.

Em síntese, o conceito de engenharia reversa é ligado a uma análise que pretende descobrir princípios.

Sejam eles tecnológicos em um sistema, equipamento, produto, processo ou serviço.

A Engenharia Reversa também se propõe a aprimorar pontos vulneráveis de uma determinada operação analítica.

E o que tudo isso, tem a ver com vendas?

Agora imagine aplicar o conceito ao mundo das vendas?

Sobre Engenharia Reversa em Vendas

Imagem relacionada

Em vendas, a aplicação da engenharia reversa é possível, sobretudo na análise do seu funil de vendas depois que todas as etapas tiverem estruturadas.

De acordo com a pesquisa “Estratégias de Marketing Digital” de 2018, realizada com 733 entrevistados de todo o Brasil pelo Digitalks, em parceria com o Opinion Box, o funil de vendas está entre as estratégias mais efetivas utilizadas pelos respondentes.

As porcentagens mostram que em ordem, as estratégias consideradas são:

 Inbound marketing (20%)

Social media ads (19%)

SEO (18%)

Funil de vendas (16%)

Influenciadores (15%)

E-mail marketing (15%)

Embora não esteja no topo, o funil de vendas está entre os favoritos.

Por isso, separei situações a respeito da aplicação da engenharia reversa nesta estratégias de vendas para pode te ajudar a melhorar seus processos e otimizar suas vendas da melhor maneira possível. Confira.

Você vai fatiar seu processo de vendas

Resultado de imagem para fatiar

Considere os componentes do seu processo de vendas, como estratégias, canais, serviços, pessoas e produtos.

Com a engenharia reversa você fatia a união entre eles faz a verificação de cada um individualmente.

Qual a vantagem disso?

Ela ajuda a melhorar a qualidade de cada um.

Por exemplo, um dos seus canais de vendas, como o WhatsApp gera uma grande quantidade de informações dos clientes.

Mas você quer entender que papel ele tem no seu resultado em vendas.

A engenharia reversa te ajuda nisso fazendo você enxergar o que está oculto nesse processo.

Ela fará você olhar:

  1. para o número de clientes que chegam por lá
  2. para a qualidade das perguntas e questões dos clientes
  3. para a quantidade deles que se converte em vendas
  4. para o tempo que você gasta com isso
  5. para o orçamento gasto com pessoas para gerenciar isso.

Entendendo melhor a receita

Imagem relacionada

Você teve uma receita surpreendente no seu ano, positiva, e quer continuar a superar expectativas no próximo ano?

Com a Engenharia Reversa em Vendas você consegue desmontar a sua receita e entender que variáveis fizeram dela um sucesso.

E quais delas devem ser manuseadas para manter esse ritmo no ano seguinte.

Por isso é interessante verificar:

Quantas pessoas demonstraram interesse nos seus serviços?

Quantas realmente fecharam negócio?

Como foram fechados esses negócios?

Quanto tempo foi necessário?

Quantas oportunidades cada vendedor conseguiu converter?

Faça um caminho de trás para frente com respostas mais abrangentes e, em seguida, tente ser específico.

Isso te ajuda a ter clareza dos processos e identificar possível pontos que precisam ser melhorados.

A engenharia reversa em vendas tem se destacado como uma inovação disruptiva porque facilita o processo de análise, sem grandes custos.

Ocorre a introdução de uma ferramenta simples, acessível e aplicável por um grande público das vendas, por isso, tem sido cada vez mais utilizada.

Você tem o hábito de aplicar a engenharia reversa no seu negócio e nas suas vendas?

Deixa seu depoimento aqui nos comentários.

Abraço

Sucesso e ótimas vendas,

 

Imagens: Reprodução, Pixabay

 

Leia Mais

Instagram lança novo recurso de vendas. Confira 3 dicas de como aproveitar a função!

vendas

O Instagram lançou na última semana, um recurso de compras atrelado ao aplicativo.

O botão chamado “comprar agora” permite fazer uma compra diretamente no post em que você vê o produto. 

Além de te deixar conferir mais informações a respeito da venda, tudo pelo próprio app.

Como funciona?

A empresa que já tem perfil comercial no Instagram marca os produtos em uma publicação, dando opção ao cliente de comprá-los sem necessariamente o post ter impulsionamento pago.

Ou seja, o cliente poderá comprar produtos em posts orgânicos.

As empresas e marcas brasileiras estão aderindo a nova função aos poucos, visto que o serviço acaba de desembarcar por aqui e em também em 7 novos países:  

  • Austrália
  • Canadá
  • França
  • Alemanha
  • Itália
  • Espanha
  • Reino Unido.

Vantagens nas vendas

Resultado de imagem para mulher feliz e-commerce

Antes, os vendedores que pretendiam negociar seus produtos pelo Instagram deveriam impulsionar as publicações ou atender todos os interessados por mensagem.

Dependendo da equipe disponível para isso, muitas pessoas poderiam ficar sem resposta e acabar desistindo das vendas.

Agora, a nova função permite aos usuários que têm perfil comercial terem uma aba comercial gratuita e exclusiva para suas vendas online.

Algo que contribui com a oportunidade de vender de forma mais organizada.

De acordo com o diretor de negócios global do Instagram Jim Squires que esteve no Brasil no final do ano de 2017,  o Brasil é o segundo país com a maior base de usuários no insta.

Trata-se de 50 milhões de perfis ativos.

Uma outra pesquisa encomendada pelo Facebook a Ipsos Connect com pessoas entre 18 e 64 anos residentes em países como Austrália, Brasil, Estados Unidos, França, Japão e Reino Unido mostrou que:

os usuários usam o Instagram buscando algo “por trás das cenas”

E que o sucesso é mais garantido em publicações que envolvem bastidores e celebridades.

Além disso, a pesquisa mostrou que o Instagram é uma rede que surpreende mais do que o Facebook.

No quesito descoberta, o Instagram traz mais inspiração.

Por isso, a rede acaba sendo mais responsável por fazer as pessoas encontrarem tendências.

Um bom lugar para vender, não é?

Confira 3 dicas para você turbinar suas vendas com essa nova função

1. Insira as informações corretas no post

Resultado de imagem para mulher feliz e-commerce

Depois de já ter cadastrado seu perfil comercial, é necessário inserir todas informações que o Instagram permite.

Por exemplo, uma das dúvidas mais frequentes entre os clientes é o preço do produto.

O Instagram possibilita agora que você marque na própria imagem o preço dos seus itens, assim como você faz quando usa a marcação de amigos em fotos.

Partiu marcar os preços dos produtos em tudo!

2.Mantenha seu e-commerce atualizado e sem peças fora de estoque

Imagem relacionada

A pior frustração de um cliente online é ver um produto sendo anunciado e quando segue para os próximos passos da compra, nota que aquele item tão desejado não tem em estoque.

Por isso, mantenha seus produtos sempre atualizados e uma equipe disponível para atender seus potenciais clientes.

Chega de cliente sem resposta.

3.Explore fotos em evidência

Resultado de imagem para roupa instagram

Com o novo recurso, você poderá explorar mais fotos em movimento.

Já que é só marcar o preço das peças e prontinho, a pessoa já saberá quando ela vai custar.

Mas muito cuidado com a evidência do seu produto.

É importante manter as fotos vivas nas cores e focar realmente naquilo que está vendendo.

Sem deixar de lado o envolvimento visual do usuário, só porque mais informações poderão ser acrescentadas ao seu post.

Lembre-se que o segredo do Instagram ainda é a captação visual.

Dito isso, bora vender por lá, galera! 

Ah, lembrando: para conferir a função é necessário ter a última versão do app instalada.

E aproveitar as novas tecnologias sempre em favor do seu empreendimento ou novo negócio

Sucesso e ótimas vendas

 

Imagens: Reprodução

Fonte de pesquisas: Canaltech

Leia Mais