Entenda o que é a Pesquisa de Satisfação e a sua importância

Entenda o que é a Pesquisa de Satisfação e a sua importância

O que é pesquisa de satisfação

Seja para resolver problemas ou atender necessidades, o fato é que todo e qualquer produto e serviço é desenvolvido para clientes. E exatamente por isso, que o feedback destes clientes é um dos componentes mais importantes para a sustentabilidade e o crescimento de um negócio. E por isso, você precisa saber o que é uma pesquisa de satisfação.

Leia Mais

4 dicas práticas para trabalhar vendas nas redes sociais

vendas nas redes sociais

O que você vai encontrar nesse texto sobre trabalhar vendas nas redes sociais:

 

 

 

 

Leia Mais

Digital Trade Marketing: 8 motivos para investir em vendas no mundo digital

Digital Trade Marketing é o gerenciamento de canais de vendas online cuja função é fazer a ligação entre consumidor e empresas/marcas.

A prática já é aplicada nas vendas físicas, mas com a necessidade das marcas exibirem seus produtos no universo online e conquistarem para valer o público digital, a conexão dessa ferramenta com vendas se tornou tão importante quanto a performance de um vendedor numa loja física.

É por meio do Digital Trade Marketing que é garantido a melhor forma de visualização de um produto e a melhor maneira de chamar a atenção do consumidor por meio dos atributos que o produto exibe.

Vale lembrar que as estratégias de Digital Trade Marketing estão bastante relacionadas ao estágio final do funil de vendas. 

Quando o cliente já chegou até você e agora precisa tomar a decisão final de comprar ou não comprar.

Pode parecer até fácil, mas existe ainda uma grande dificuldade das marcas utilizarem essa ferramenta principalmente em seus e-commerces.

Isso acontece, porque no meio digital há um grande desafio entre tempo e decisão de compra.

O velho ditado da “primeira impressão é a que fica” prevalece. Realmente é necessário que o máximo de detalhes sejam expostos para que o cliente não desista da compra.

Já ouviu falar nos índices de desistência do carrinho de compra, por exemplo? Dá só uma olhada nos números a seguir sobre isso e muito mais:

  • No ano de 2017, a média de abandono de carrinhos de compra alcançou 82%, segundo estudo da E-Commerce Radar
  • Outro estudo, dessa vez divulgado pela Harvard Business Review avaliou que aproximadamente 68% das pessoas que já passaram por uma experiência ruim junto a um site de compras não retornaram mais a loja virtual. E mais: nem a loja física.
  • E sabe quais são as principais causas da desistência? Em sua maioria, as informações imprecisas como: anunciar um preço e na hora da finalização da compra aparecer outro, ou ainda a falta de explicações que façam o consumidor ter segurança no site.

Digital Trade Marketing

Apesar dos desafios, o Digital Trade Marketing usufrui de muitos atributos no meio online para conquistar e fidelizar seu cliente de modo que a conversão em vendas aconteça.

E, a dúvida “como faço para que meu público chegue até mim” é latente. Quando o assunto é vendas online, as tecnologias têm contribuído bastante para o público chegue até o seu território e compre com você.

Separamos 8 motivos para você investir no Digital Trade Marketing.

Veja a seguir como ele pode contribuir com suas vendas e acompanhe junto ao conteúdo algumas dicas sobre como finalizar a conversão com eficiência.

1. Consumidor em todo lugar

Digital Trade Marketing

O primeiro motivo para investir em Digital Trade Marketing está no perfil “everywhere”do consumidor, ou shopper, hoje em dia.

De uns tempos para cá, ele não tem mais uma hora certa de comprar algum produto ou serviço.

E mais do que isso: a todo momento ele está conectado por meio de seus dispositivos móveis. Se ele chegar até você, tenha certeza que estar na rua ou navegando pelo celular não será um obstáculo.

2. Boa imagem da loja física

Digital Trade Marketing

 

Um bom atendimento online reflete na boa imagem da loja física, caso houver.

Como citado neste artigo, quando o atendimento online é manchado e ruim. Consequentemente a imagem da loja física associada à marca também é contemplada por esse momento de desapontamento.

Se você já tem uma imagem no varejo consolidada, mantenha o trabalho de qualidade no meio online. A conversa entre as duas pontas só irá acrescentar.

3. Indicação contínua

Digital Trade Marketing

Não pense que por dispensar o atendimento presencial, sua empresa e sua equipe de vendas deixarão de ser indicadas por isso.

É preciso no Digital Trade Marketing ter canais de atendimento bem articulados.

Quando o atendimento é excelente, a indicação também é constante para mais e mais pessoas.

Por isso, não tenha medo. Vale a pena!

4. Melhorias constantes na estratégia

Digital Trade Marketing

Errou? Dá para consertar!

Depois de acompanhar o comportamento do seu cliente e avaliar seus hábitos, você notará que alguns ajustes serão necessários na sua estratégia.

Melhorar as informações sobre o produto, deslocar algum anúncio na página, incluir mais imagens e mudar os botões de clique.

Com o Digital Trade Marketing tudo isso é ajustável.

As chances de melhorar são constantes.

5. Dados do consumidor

Digital Trade Marketing

Com o DTM você reúne dados do seu consumidor e isso pode te surpreender ao ver que aquela forma de agrupar um determinado comportamento, por acreditar que todos se comportam da mesma forma, não vale tanto assim.  

De acordo com levantamento da “Criteo” “três quintos das marcas e varejistas já fazem parte de alguma iniciativa de colaboração de dados e agrupam informações de identificação não pessoal para se conectarem melhor com os consumidores”. 

6. Valor além do R$

Com o Digital Trade Marketing você verá que o cliente não está em busca apenas do preço do seu produto.

Ele quer mais que isso.

Você aprenderá a vender além do preço. Pensando na personalização dos seus serviços e na adequação do perfil do consumidor, conforme vimos ali em cima.

7. Tecnologias e tendências

Digital Trade Marketing

Aplicando o Digital Trade Marketing você conhece tecnologias que podem te ajudar a vender mais.

De acordo com levantamento publicado pela Criteo sobre “E-commerce e marketing digital: Perspectivas para 2018”, entre as tendências para o seu site de vendas online está os comandos de vendas por voz.

Segundo o relatório “Trade Marketing in Transition” da Criteo, em parceria com a Kantar/Millward Brown, os gerentes de marcas pensam que os “assistentes pessoais e os dispositivos ativados por voz serão as tecnologias com as quais eles mais trabalharão nos próximos dois anos”.

8. Aumento nas vendas

Digital Trade Marketing

Há uma tendência que por meio do Digital Trade Marketing haja mais parcerias e aumento de vendas com isso.

Em 2017, ocorreram grandes parcerias no setor de vendas de varejo: Amazon e Whole Foods, Amazon e Kohl’s, Walmart e o serviço Google Express, veja mais aqui.

O Walmart também comprou o ModCloth, o Bonobos e o Shoes.com.

Agora, se você quer conhecer mais sobre as estratégias que pode aplicar a partir do Digital Trade Marketing, se debruce no tema já!

Se você já aplica e está tendo resultados, sejam eles bons ou desafiadores, conta aqui para mim.

Quero saber como está sendo sua experiência!

Sucesso e ótimas vendas,

Imagens: Pixabay

Leia Mais

3 super dicas para vender mais no YouTube 

Se você tivesse que escolher entre o YouTube e o Facebook para turbinar a venda de algum produto ou serviço, qual escolheria?

(     ) Youtube?

(     ) Facebook ?

Se você elegeu o YouTube como uma das suas redes de vendas, acredite, você escolheu bem.

Isso porque o site de vídeos tem a preferência mesmo.

De acordo com um levantamento divulgado em junho de 2018 pelo Pew Research Center, grupo de estudos sediado nos Estados Unidos, os jovens americanos têm preferido o YouTube ao Facebook.

Foram entrevistados 743 adolescentes e mais de mil pais e responsáveis.

Isso indicou que 85% das pessoas preferem a rede de vídeos, enquanto apenas 51% apontaram o Facebook.

Paralela à essa popularidade nos Estados Unidos, também está a adesão brasileira à rede que entretem por meio do audiovisual.

Cerca de 95% por cento da população online brasileira também acessa o YouTube segundo relatório do YouTube Insights publicado em 2017.

YouTube e suas vendas

youtube

No entanto, no início de 2018, o YouTube anunciou que haveria mudanças em sua política de monetização de vídeos.

A partir desse período, começou a valer que para ganhar dinheiro pelo Youtube, o autor do canal deveria ter pelo menos mil inscritos e quatro mil horas de visualizações nos últimos 12 meses.

Além de mudar a política, YouTube também tem investido em parcerias que colaboram com o enorme crescimento e popularidade.

O site de vídeos fechou um contrato com a Vevo para impulsionar vendas de anúncios e, de acordo com informações do Canal Tech, antes as equipes de vendas da Vevo vendiam vídeos do YouTube.

Agora a situação é praticamente inversa.

É mais uma prova do quanto as vendas estão aí para fazer empresas e pessoas se movimentarem e ganhar mais dinheiro.

Mas afinal, como você vendedor pode aproveitar o YouTube para vender mais?

Separei 3 SUPER DICAS para você começar!

Se já tem suas investidas no Youtube, mas não pratica nada do que está a seguir, as dicas são para você também. Olha só:

1. Anúncios

Há diferentes modalidades de anúncios no YouTube.

Entre as mais populares está a utilização daqueles vídeos de 30 segundos antes de um conteúdo começar pra valer.

É chamado de anúncio in stream.

Apesar dele apresentar como opção o botão “pular”, dando ao view o poder de escolher se assiste aquele conteúdo ou não, esse tipo de anúncio no Youtube quando prende a atenção de verdade traz um bom retorno, ainda mais quando o usuário termina de assistir todo o conteúdo.

E como fazer a pessoa ver todo conteúdo no Youtube ?

  1. Primeiro, nunca entregue o jogo do seu anúncio.
  2. Deixe alguma pergunta no ar, alguma informação que gere curiosidade e expectativa.
  3. E, em seguida, responda, não enrole, vá direto ao ponto e seja sincero.

O mais importante de tudo isso é você se lembrar que não é só visualizações que você tem que obter: é conversões em vendas.

Não se esqueça de explorar bem sua página de compra, visualmente e no conteúdo para que se o cliente chegue até ela, ele realmente COMPRE com você.

2. Parcerias

Lembre-se que ninguém entra no YouTube como quem entra numa loja disposto a comprar produtos.

O poder de venda do YouTube está na FORMA como você se expõe e gera a curiosidade das pessoas em irem buscar o que você está recomendando.

Por isso busque parcerias que agreguem ao que você vende.

Tente emplacar seus produtos junto aos produtores de conteúdo que o utilizam ou que o recomendariam.

Analise o perfil do seu produto, do seu público e veja que parcerias fariam dele o mais vendido.

Lembre-se, nem sempre o que é muito conhecido é muito vendido.

A taxa de conversão de vendas no Youtube é de quase 50%, segundo especialistas, mas muitas pessoas ainda cometem o erro de DIVULGAR muito e VENDER pouco.

O território tem tudo para te favorecer. Por isso, analise se a real necessidade do seu produto é se tornar popular.

3. Conteúdo

Faça vídeos com os benefícios do seu produto ou serviço e com a APLICAÇÃO deles.

O Youtube facilita e muito a exposição do uso das coisas.

Por isso, aproveite essa facilidade para mostrar como o que você vende é capaz de ajudar e transformar a vida das pessoas.

Algumas sugestões de conteúdo são:

  • Dicas: com vídeos práticos e rápidos
  • Review: durante a dica 2, em parcerias, aproveite para alguém dar um depoimento a respeito da experiência com seu produto.
  • Palestras: você é representante da sua marca e esteve palestrando em algum evento? Mostre em vídeo!
  • Daily Vlog: rotina diária com o que você vende, apresente como funciona os bastidores do seu trabalho e mostre a relação direta da rotina com seu produto

Não se esqueça também da estrutura do seu vídeo se optar pela produção de conteúdo.

Elabore o roteiro, prepare uma boa edição e unifique as 3 SUPER DICAS para que tenha muito mais resultado.

E claro, muito mais vendas!

Sucesso e ótimas vendas

Leia Mais

5 APLICATIVOS DE VENDAS QUE TODO BOM VENDEDOR DEVE CONHECER

Aplicativos para vendedores

Procurando um bom aplicativo para vendedores? Você não está sozinho!

Sabia que o Brasil é um dos mercados com maior número de downloads do mundo com potencial para ser uma das principais nações que mais gastam com apps nos próximos anos? Estes são dados de um estudo feito pela App Annie e publicado pelo portal Exame, que também constatou que o brasileiro gasta cerca de 200 minutos por dia em aplicativos.

Seja para fazer controle financeiros, organização pessoal ou apenas para navegar em redes sociais, uma coisa é fato: os aplicativos chegaram para ficar! E por que então não utilizar esta ferramenta para também facilitar o dia a dia das suas vendas?

Atualmente diversos aplicativos para vendedores estão disponíveis para download e neste post vamos detalhar 6 destes aplicativos para controlar vendas que podem se tornar verdadeiros aliados para a otimização da sua rotina de vendas e a interação com os clientes.

Leia Mais

5 dicas sobre como vender no Whatsapp e turbinar seus resultados

Como vender no whatsapp

Quando o assunto é “como vender no whatsapp”, é impressionante o quanto departamentos de vendas de diferentes empresas têm desenvolvido estratégias para conquistar mais clientes e ganhar dinheiro.

De acordo com informações divulgadas pelo portal do Sebrae, o Facebook, – que fez a compra do WhatsApp em uma transação bilionária em 2014 – divulgou que: “42 bilhões de mensagens são trocadas entre usuários do Whatsapp todos os dias em mais de 1 bilhão de grupos existentes na plataforma”.

Só no Brasil são mais de 100 milhões de pessoas usando o app queridinho da troca de mensagens. Isso significa que é como se 1 a cada 2 brasileiros fizessem uso do app.

Este dados deixam claro que utilizar o whatsapp para vendas pode ser uma ótima opção, certo?

Se estes dados não foram suficiente para te convencer, tem mais: uma pesquisa divulgada pelo Mobile Entertainment Forum  (MEF) com 6 mil usuários móveis no ano de 2016, mostrou que o Brasil é o segundo país no mundo que mais utiliza o WhatsApp, perdendo o primeiro lugar para a África do Sul.

Ele é, sem dúvida, o aplicativo de mensagens instantâneas mais utilizado no Brasil. Veja a seguir gráfico extraído da pesquisa MEF.

Vendas por WhatsApp

 

E sabe o que é o mais interessante nisso tudo?  A receptividade das pessoas: segundo pesquisa da Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre Mensageria Móvel, os usuários querem conversar com as marcas pelo aplicativo.

Olha só que ótima notícia para você que quer saber como vender no whatsapp.

Mas cuidado, cerca de 38% destes clientes estão dispostos a abandonar o app se forem incomodados por spam.

Por isso, antes de se arriscar no universo de vendas por mensagens instantâneas, separei 5 DICAS DO QUE VOCÊ NÃO DEVE FAZER quando você decidir utilizar o whatsapp para vender. Confira!

Leia Mais