Você já parou para pensar no vendedor externo como uma solução quando seus negócios vão mal, caro gestor? É normal que toda empresa passe por um período de estagnação produtiva e, como resultado, as vendas têm uma baixa considerável.

Com isso, você parte em busca de saídas como contratação de novos funcionários, treinamento da equipe ou, até mesmo, maneiras para organizar seu time de vendas

No entanto, poucos líderes conseguem ter a inteligência emocional e a percepção estratégica para perceber que, muitas vezes, saber como contratar vendedores externos é a melhor solução. Eu digo isso porque, ao acertar na escolha do vendedor externo campeão, a sua empresa poderá contar com um funcionário que irá, entre outros:

  • Aproximar o relacionamento com os clientes;
  • Ter a criatividade para inovar nas suas estratégias de vendas;
  • Saber identificar as possibilidades do mercado;
  • Oferecer um olhar externo em relação aos negócios;
  • E trabalhar de forma autônoma sem o consumo de recursos internos da empresa. 

Ficou interessado, meu amigo gestor? Não se preocupe que aqui eu vou te ensinar como contratar vendedores externos para alavancar as vendas da sua empresa. 

Como contratar vendedores externos: por onde começar?

Vendedor interno X Vendedor externo

Como contratar vendedor externo

Antes de aprender como contratar vendedores externos, eu reforço a importância de saber muito bem a diferença entre eles e os vendedores internos. Uma vez que a contratação de um agente de fora do seu time de campeões acontece para suprir uma demanda específica da sua empresa. Então, meu caro gestor, fique ligado nas características particulares que definem cada profissional. 

Vendedor interno

Vendedores internos são os funcionários que fazem parte da sua equipe de vendas e atuam dentro da sua empresa. Sendo assim, são eles que dão o suporte e atendem os clientes internamente. Dentre suas funções, ele pode executar o papel de líder, prospectar novos clientes, trabalhar no pós-venda ou no customer success

A contratação de vendedores internos acontece por meio da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), respeitando as regras da empresa. Já a remuneração pode ser fixa ou variável, utilizando um sistema de comissão ou premiação de acordo com a produtividade de cada um. 

Vendedor externo

Para compreender como contratar vendedores externos, saiba que eles são os profissionais que exercem suas funções em trabalho de campo. Ou seja, são os funcionários da sua empresa que visitará os clientes existentes e os novos a fim de fechar negócios.

Com isso, é óbvio que você não irá encontrá-los todos os dias, na empresa, batendo cartão. Na verdade, eles serão os responsáveis pela administração e organização de seus próprios trabalhos

No entanto, isso não quer dizer que eles não darão satisfação do que fizeram ou deixaram de fazer. Pois, eles terão vínculo empregatício com a empresa e, costumam, ter salário fixo com variável, de acordo com o volume do faturamento. 

Eu produzi uma série de 11 vídeos sobre como contratar bons vendedores no meu canal no Youtube. Compartilho com vocês o últimos deles, no qual, eu falo sobre a remuneração:

Por que contratar vendedores externos?

Com a dinamização do mercado e a influência das mídias digitais, o mundo das vendas se tornou cada vez mais competitivo. Dessa maneira, cabe às equipes comerciais se adequarem às necessidades e novidades do negócio. Uma das soluções mais evidentes é a prospecção de novos clientes a fim de aumentar o volume de vendas. 

Neste caso, você, meu amigo gestor, precisa ter habilidade e jogo de cintura para preparar o cenário ideal para o seu vendedor poder se dedicar 100% à missão. No entanto, muitas vezes, não é possível tirar um funcionário do seu time para trabalhar na busca ativa por novos clientes. 

É nesse exato momento que eu sugiro que você aprenda como contratar vendedores externos e atingir as metas do seu plano de ações. Embora a maioria das empresas ainda apostarem em técnicas tradicionais para bater metas, eu acredito que um funcionário em trabalho de campo poderá contribuir muito com o crescimento do seus negócios.  

Uma vez que o comportamento do consumidor sofre constante mudanças, um bom vendedor externo poderá utilizar uma abordagem mais próxima à realidade do cliente. Com isso, você também garante a fidelização dos seus clientes

Além disso, ele terá uma atitude proativa e, o melhor, personalizada de acordo com a necessidade de cada consumidor. Para isso, o vendedor externo irá onde seus consumidores estão para compreender suas dores e apresentar a solução que a sua empresa pode oferecer. 

Aliás, confira o vídeo que eu fiz sobre os 5 erros na contratação de vendedor:

Como contratar vendedores externos: 3 dicas de ouro

Para aprender como contratar vendedores externos e não errar, saiba que, ao selecionar um profissional qualificado que se encaixa nas suas expectativas, o objetivo é que ele traga resultados ao ganhar mercado. Porém, não basta apenas apostar nas habilidades, pois você também precisa fazer sua parte para que a vinda desse funcionário seja realmente estratégica. 

Como um bom líder de equipe, você deve organizar cuidadosamente o processo de vendas e  estipular metas reais e indicadores de desenvolvimento para cada vendedor externo. Para te ajudar nessa missão, compartilho minhas 3 dicas de ouro de como contratar vendedores externos:

1. Conheça as habilidades 

A adição de um vendedor externo na sua equipe tem que estar de acordo com as habilidades que esse funcionário possui. Isso porque de nada adianta contratar um vendedor externo na espera de que ele cumpra com o mesmo papel que os internos. 

Dessa maneira, entre as habilidades desejadas de um vendedor externo, estão:

  • Saber identificar futuros clientes e como falar com cada um deles;
  • Ter senso de organização e autorregulação, pois, na maior parte do tempo, ele estará administrando seu próprio trabalho sozinho;
  • Inovar suas estratégias de vendas de acordo com a necessidade do mercado;
  • Ser capaz de se adaptar em diferentes ambientes; 
  • Possuir domínio das novas tecnologias de gestão, inclusive o CRM
  • E arrasar na apresentação de vendas.

2. Invista em onboarding e treinamentos

Para mim, essa etapa é de suma importância na hora de montar seu time de vendedores externos. Pois é no onboarding (a boa e velha integração) que o funcionário se sentirá parte da empresa, conhecendo a formação da equipe, os produtos, a cultura da empresa. 

Este é o momento em que você também apresentará os materiais de suporte para o trabalho do agente externo, assim como computador, celular, criação de e-mail e disponibilização de amostras. Além disso, você aproveita também para lidar com questões estratégicas da contratação desse funcionário. 

Na fase de onboarding, é interessante promover treinamentos de capacitação para a sua equipe de vendedores externos. Falo isso, pois sei que, nem sempre você, você encontrará o funcionário que possua todas as habilidades e conhecimentos que você busca. Sendo assim, o treinamento se torna uma ferramenta de aprendizagem e qualificação, segundo as expectativas da empresa.  

3. Acompanhe o desempenho

Você estudou como contratar vendedores externos e agora seu time de campeões está formado. Seu trabalho acabou? Não, meu caro gestor, ele está só começando. É muito importante ter em mão softwares de automação comercial, como o CRM, para acompanhar o progresso e a performance de cada funcionário. 

Outra dica que eu dou é utilizar indicadores de desempenho em vendas para avaliar o desenvolvimento de suas vendas com a intenção de melhorar os métodos e reverter erros. Além disso, com esses indicadores em mãos você tem a oportunidade de dar feedbacks construtivos que motivem seus vendedores a trazer mais resultados. 

Você pesquisou sobre como contratar vendedores externos e, aqui, eu compartilhei com você minha experiência de mais de 20 anos na área comercial. Se você ficou interessado pelas mudanças e novidades do mundo das vendas, não deixe de conferir meus serviços na minha página de produtos

Não se esqueça que você também pode acompanhar as últimas novidades do universo das vendas no meu canal no Youtube, e nas minhas páginas no Facebook e Instagram.