Feedback sanduíche: como dar feedback sem desestimular sua equipe!

Feedback sanduíche

Fala meu amigo gestor e minha amiga gestora. Tudo bem contigo? Primeiro, deixa eu te agradecer por você disponibilizar seu tempo para ler esse texto e aprender mais sobre a profissão de vendedor, aquela que move o mundo.

Agradeço também por você me ajudar a difundir nosso movimento #OSV Orgulho de ser vendedor.

Hoje quero conversar com você sobre um assunto muito importante, o Feedback. Falaremos especificamente sobre uma técnica chamada feedback sanduíche. Com ela, é possível fazer um feedback de diferentes situações de maneira rápida e fácil. Acompanhe!

O que é o processo de Feedback?

Traduzindo do inglês, Feedback significa realimentar ou responder a um acontecimento. Para a realidade de empresas e equipes de venda, o feedback é uma maneira de conversar com os vendedores sobre algum acontecimento, destacando os pontos positivos de suas ações e tentando melhorar possíveis pontos negativos.

É importante, amigo gestor, que ao gerar um feedback para seus vendedores, você esteja preparado também para escutar o que eles têm a dizer e utilizar essas informações para melhorar seus processos diários. Abrindo assim um canal de comunicação que melhora todos os diferentes pontos da equipe e contribui para o crescimento de todos.

O Feedback é uma arma poderosa, mas é importante que ele seja realizado de maneira positiva, evitando gerar constrangimento e estranheza entre os diferentes membros da equipe. É aí que entra o feedback sanduíche. Com uma fórmula fácil, ele permite que você de seu recado de diferentes recados de maneira correta, evitando qualquer problema e ainda abrindo um canal de comunicação entre você e o vendedor em questão.

Entendendo o feedback sanduíche

Vamos imaginar que você está montando um delicioso sanduíche. Quais os principais elementos que compõem ele? Bom, um sanduíche pode conter qualquer recheio, desde que tenha duas fatias de pão. Então os principais elementos serão: O pão de baixo, o recheio e o pão de cima, certo?

Aí você me pergunta: “Mas Thiago, o que afinal é o feedback sanduíche e por que ele possui esse nome?”

E eu te respondo. O feedback sanduíche utiliza os mesmos simples passos para montar um sanduíche, para criar um feedback de qualidade e que ajude no crescimento de sua equipe. Acompanhe:

– O primeiro pão: Essa primeira parte do seu feedback sanduíche, precisa ser uma base. Detalhando as diferentes conquistas que seu vendedor já realizou e ressaltando a importância dele para toda equipe. Aqui se possível destaque alguns feitos específicos, como uma venda difícil ou alguma colaboração que ele tenha dado para o time. Esse primeiro passo também vai ajudar na abertura do canal de conversa, deixando claro para o vendedor que isso é um bate-papo, não uma “bronca”.

Exemplo: “Olha João, você realmente é um vendedor exemplar, sempre em busca de novas oportunidades para converter venda e alcançar nossas metas. Ainda lembro muito bem daquela venda que todo mundo já tinha desistido e você foi atrás e conseguiu fechar.”

– O recheio: Aqui que o feedback sanduíche em si acontece. Como eu disse anteriormente, o recheio de um sanduíche pode ser basicamente qualquer coisa, então é aqui que você vai dizer o real motivo de sua interação com o vendedor hoje. Você começa então descrevendo exatamente o que aconteceu, se for uma crítica, é importante embasar os fatos para que o colaborador entenda o contexto em que seu ato não foi positivo.

Exemplo: “Então João, eu verifiquei no sistema que você finalizou uma venda com um desconto muito maior do que o padrão de nossa empresa…”

Depois ouça a versão do vendedor, já que na perspectiva dele os fatos podem ser diferentes. É importante que você abra esse espaço para que a pessoa se defenda e já inicie um canal de comunicação mais dinâmico. O feedback sanduíche também pode servir para você, já que seu vendedor pode apontar características em sua gestão que podem ser melhoradas.

Exemplo João responde: “Sim, era uma venda que já estava se arrastando por um bom tempo e eu senti que faltava só um empurrãozinho para que o cliente comprasse o produto.”

Logo em seguida, descreva qual o comportamento que o vendedor deve ter em determinada situação, reforçando os pontos específicos em que ele agiu de forma equivocada ou de forma incoerente com as normas da empresa.

Exemplo: “Sim, eu entendo que sua intenção era fechar mais essa venda. Mas você sabe que a empresa não permite um desconto maior que 5%, principalmente quando não é validado por um gestor.”

Esse é um dos momentos mais importantes do feedback sanduíche, aqui destaque como o colaborador deve agir se essa situação se apresentar novamente, apontando qual seria o curso de ação recomendado.

Exemplo: “Então se você perceber que não tem outro jeito, conversa comigo antes e eu vejo o que podemos fazer para garantir a venda, tá certo?”

Agora você e o funcionário em questão devem chegar a um acordo sobre a situação, reforçando o que foi discutido até o momento.

Exemplo: “Vamos então deixar isso combinado. Da próxima vez que você precisar fazer uma negociação mais agressiva, nós vamos conversar e entender até onde podemos chegar para fechar essa venda! Estamos cominados?”

– Fechar o pão: agora você precisa fechar o seu feedback sanduíche de maneira correta. Faça um resumo de tudo que foi discutido entre você e o vendedor e reforce o acordo que vocês firmaram, com um aperto de mão.

Exemplo: “Então João, quando um cliente pedir um desconto maior ou você sentir que esse é o fato determinante para a compra, conversa comigo antes e a gente chega a uma solução que beneficie o cliente e a empresa!”

Enfim meu amigo gestor, seguindo esses simples passos do feedback sanduíche, você conseguirá reportar diferentes fatos para sua equipe, de maneira fácil e ainda gerando uma melhor comunicação entre todos.

Nesse texto, eu mostrei para você o que é feedback e como a técnica do feedback sanduíche pode ser utilizada para: entender melhor a situação, ouvir a versão do vendedor com relação ao acontecido, instruir sobre um bom comportamento para equipe e ainda firmar um acordo, garantindo que o fato não se repita.

Se você curtiu esse conteúdo, não deixe de me seguir em minhas redes sociais, além de acompanhar meu Canal no YouTube e meu blog!

Forte abraço!