Instagram lança novo recurso de vendas. Confira 3 dicas de como aproveitar a função!

vendas

O Instagram lançou na última semana, um recurso de compras atrelado ao aplicativo.

O botão chamado “comprar agora” permite fazer uma compra diretamente no post em que você vê o produto. 

Além de te deixar conferir mais informações a respeito da venda, tudo pelo próprio app.

Como funciona?

A empresa que já tem perfil comercial no Instagram marca os produtos em uma publicação, dando opção ao cliente de comprá-los sem necessariamente o post ter impulsionamento pago.

Ou seja, o cliente poderá comprar produtos em posts orgânicos.

As empresas e marcas brasileiras estão aderindo a nova função aos poucos, visto que o serviço acaba de desembarcar por aqui e em também em 7 novos países:  

  • Austrália
  • Canadá
  • França
  • Alemanha
  • Itália
  • Espanha
  • Reino Unido.

Vantagens nas vendas

Resultado de imagem para mulher feliz e-commerce

Antes, os vendedores que pretendiam negociar seus produtos pelo Instagram deveriam impulsionar as publicações ou atender todos os interessados por mensagem.

Dependendo da equipe disponível para isso, muitas pessoas poderiam ficar sem resposta e acabar desistindo das vendas.

Agora, a nova função permite aos usuários que têm perfil comercial terem uma aba comercial gratuita e exclusiva para suas vendas online.

Algo que contribui com a oportunidade de vender de forma mais organizada.

De acordo com o diretor de negócios global do Instagram Jim Squires que esteve no Brasil no final do ano de 2017,  o Brasil é o segundo país com a maior base de usuários no insta.

Trata-se de 50 milhões de perfis ativos.

Uma outra pesquisa encomendada pelo Facebook a Ipsos Connect com pessoas entre 18 e 64 anos residentes em países como Austrália, Brasil, Estados Unidos, França, Japão e Reino Unido mostrou que:

os usuários usam o Instagram buscando algo “por trás das cenas”

E que o sucesso é mais garantido em publicações que envolvem bastidores e celebridades.

Além disso, a pesquisa mostrou que o Instagram é uma rede que surpreende mais do que o Facebook.

No quesito descoberta, o Instagram traz mais inspiração.

Por isso, a rede acaba sendo mais responsável por fazer as pessoas encontrarem tendências.

Um bom lugar para vender, não é?

Confira 3 dicas para você turbinar suas vendas com essa nova função

1. Insira as informações corretas no post

Resultado de imagem para mulher feliz e-commerce

Depois de já ter cadastrado seu perfil comercial, é necessário inserir todas informações que o Instagram permite.

Por exemplo, uma das dúvidas mais frequentes entre os clientes é o preço do produto.

O Instagram possibilita agora que você marque na própria imagem o preço dos seus itens, assim como você faz quando usa a marcação de amigos em fotos.

Partiu marcar os preços dos produtos em tudo!

2.Mantenha seu e-commerce atualizado e sem peças fora de estoque

Imagem relacionada

A pior frustração de um cliente online é ver um produto sendo anunciado e quando segue para os próximos passos da compra, nota que aquele item tão desejado não tem em estoque.

Por isso, mantenha seus produtos sempre atualizados e uma equipe disponível para atender seus potenciais clientes.

Chega de cliente sem resposta.

3.Explore fotos em evidência

Resultado de imagem para roupa instagram

Com o novo recurso, você poderá explorar mais fotos em movimento.

Já que é só marcar o preço das peças e prontinho, a pessoa já saberá quando ela vai custar.

Mas muito cuidado com a evidência do seu produto.

É importante manter as fotos vivas nas cores e focar realmente naquilo que está vendendo.

Sem deixar de lado o envolvimento visual do usuário, só porque mais informações poderão ser acrescentadas ao seu post.

Lembre-se que o segredo do Instagram ainda é a captação visual.

Dito isso, bora vender por lá, galera! 

Ah, lembrando: para conferir a função é necessário ter a última versão do app instalada.

E aproveitar as novas tecnologias sempre em favor do seu empreendimento ou novo negócio

Sucesso e ótimas vendas

 

Imagens: Reprodução

Fonte de pesquisas: Canaltech