Copywriting para vendas é um conceito que foca na produção de conteúdo de uma maneira em que o leitor seja convertido em cliente. Para isso, é preciso utilizar técnicas de persuasão, como os gatilhos mentais, com o objetivo de despertar o interesse e gerar mais resultados. 

Ou seja, copywriting para vendas tornou-se uma poderosa ferramenta do marketing para bombar as suas estratégias digitais como sites, blog, newsletters ou redes sociais. Como eu sei que você não gosta de ficar de fora das últimas novidades da área comercial, eu te explico tudo o que você deve saber sobre copywriting para vendas. 

O que é Copywriting para vendas?

copywriting para vendas

Caro amigo, para falar de copywriting para vendas, eu te convido a imaginar a situação hipotética abaixo: 

Nas próximas férias, você vai escalar uma montanha no Chile, mas para isso, você precisa comprar botas de escalada. Então, a primeira coisa que você faz é procurá-las no Google. No entanto, aparecem milhares de sites sobre este item e, provavelmente, você clicará no título que mais chama a sua atenção, dentre as primeiras opções. 

O conteúdo que você clicou é um post sobre os diferentes tipos de botas de escaladas para cada nível de esportista. Com as funcionalidades destacadas em negrito e os objetivos em bullet point, a leitura torna-se agradável. Além disso, o texto é dividido em seções, facilitando a compreensão da mensagem. E, no final, o autor ainda te instiga com uma proposta irrecusável de botas de escalada e você as compra com a certeza de que fez um bom negócio. 

Resumindo: copywriting para vendas acabou de cumprir o seu papel de conversão

Logo, o copywriting representa uma estratégia de marketing digital que utiliza a produção de textos como posts, newsletters, anúncios, entre outros, com o intuito de gerar vendas

Objetivos do copywriting para vendas:

Para que isso aconteça, o conteúdo é escrito de modo que o leitor se sinta atraído para abrir o link do texto, interessado para lê-lo, motivado para continuar a ler até o final. No fim, a persona precisa ser conquistada para consumir o seu produto. 

Desse modo, o copywriting para vendas az uso de um conjunto de técnicas de persuasão, além dos gatilhos mentais – que são ações que estimulam o seu cérebro a tomar uma decisão no “piloto automático”. 

Quer saber mais sobre como usar os gatilhos mentais? No vídeo abaixo eu explico melhor:

Ficou interessado no copywriting para vendas e não vê a hora de colocar em prática esta ferramenta do marketing digital? Não se preocupe que eu te ensino as técnicas com 8 dicas infalíveis.   

Técnicas de copywriting para vendas

Eu já começo dizendo que não existe o copywriting para vendas perfeito, no entanto, é possível seguir uma fórmula baseada na observação do comportamento do público na internet. Dessa maneira, seguindo dicas como caprichar no título, utilizar subtítulos, adicionar material multimídia e fechar o texto com chave de ouro, o seu copy chegará perto da perfeição. 

Porém, com as constantes transformações tecnológicas, as técnicas do copywriting também passam por mudanças. Cabe ao copywriter, dominar as 8 dicas das principais técnicas do copywriting focado em vendas, que eu separei abaixo. 

8 dicas de copywriting para vendas

copywriting para vendas

1. Defina a sua persona

Se você trabalha com estratégias de marketing de conteúdo, provavelmente, você já conhece o seu público-alvo, a pessoa que você quer atingir, não é mesmo? Logo, a persona é como um personagem fictício que representa o seu cliente ideal. 

Desse modo, o planejamento dos conteúdo copywriting é mais assertivo e eficiente, pois os temas estarão direcionado à persona, ou seja, eles induzirão o comportamento do seu público. 

2. Conecte-se com o leitor

Para cativar o seu público durante toda a jornada de leitura, é preciso que ele sinta que há uma conexão com o texto através de uma relação de confiança. Ou seja, o leitor tem que ter a impressão de que o conteúdo foi escrito especialmente para resolver um problema dele. 

Por isso, sugiro que conheça profundamente a dor do seu público e utilize a linguagem (formal ou informal), expressões e materiais multimídia que passam a mensagem corretamente. 

3. Capriche no título 

O primeiro contato do leito com o seu conteúdo é através do título e é o que define a sua escolha no resultado de busca. Sendo assim, ele deve ser direto, objetivo e chamativo para se destacar em meio a diversas opções de textos. 

Astúcias para fazer um bom título:

  • Quantifique: use números como “5 dicas”, “10 técnicas”, “15 modelos”; 
  • Sugira: faça sugestões como “veja se você sabe tudo sobre…”;
  • Pergunte: questione o leitor com perguntas como “você sabia?”, “você já ouviu falar em…”;
  • Apresente: nada melhor do que ser direto e apresentar o tema logo de cara;
  • Provoque: para instigar o leitor a abrir o seu texto, use da provocação como “erros que você faz em vendas e não sabia…”. 

4. Conte histórias

Como um bom vendedor, você já sabe que histórias vendem (e muito), não é mesmo? No copywriting não é diferente. Para que o visitante do seu blog atinja o seu objetivo como a compra do seu produto, você pode cativá-lo através da história do produto em questão, de uma usuária ou da empresa. 

Os leitores gostam de se sentir conectados com os personagens e, por isso, eles se projetam nas histórias. E qual é o resultado dessa representação? A conversão!

5. Aposte nas armas mentais

Em uma estratégia de marketing de conteúdo, os gatilhos mentais funcionam como armas da persuasão. Sendo assim, como o uso destes estímulos psicológicos você é capaz de direcionar o leitor para o seu objetivo final. Quase que inconscientemente, o visitante do seu blog acaba por responder o seu CTA. 

6. Invista no CTA

No final do texto, o autor precisa provocar o leitor a tomar uma atitude e ele faz isso por meio do CTA. Portanto, ele deve ser definido de maneira estratégica conforme o objetivo da ação, seja a assinatura da newsletter, a inscrição para um curso, a compra de um serviço, entre outros. 

7. Corte a enrolação

Depois de escrever o seu texto seguindo meus conselhos de mestre, você não pode deixar de revisá-lo. Neste momento, é importante cortar todas as frases sem sentido e os parágrafos que só servem para “encher linguiça”. 

Um dos maiores pecados do copywriting para vendas é achar que o leitor é otário e vai ser enrolado facilmente. Por isso, seja franco e mande o papo reto no decorrer do conteúdo inteiro. Se você não puder comprovar uma teoria, deixe-a de fora do texto!   

8. Otimize o texto

Para que o seu conteúdo apareça na primeira página de resultados de busca no Google, é preciso otimizar o texto de acordo com as técnicas de SEO (Search Engine Optimization) assim como a utilização de meta título e meta descrição atrativos e o uso de subtítulos para tornar a leitura mais dinâmica, entre outras estratégias.

Além disso, é importante se focar na repetição da palavra-chave e na inclusão de links e dados comprovados para legitimar a importância do seu texto. Dessa maneira, o seu conteúdo ganhará mais cliques e a sua empresa se tornará autoridade no mercado.   

Gostou de aprender tudo sobre o copywriting para vendas? Então fique ligado nas minhas página no Facebook, Instagram e Linkedin para não perder as últimas novidades da área comercial. Sem falar que na comunidade #OSV – Orgulho de ser Vendedor no Telegram, eu publico áudios e lives super interessantes sobre o mundo das vendas.