Se você está lendo este artigo, provavelmente deve ser um líder que precisa ver novos resultados chegarem, certo? Então você está no lugar certo, pode ter certeza que até o final do texto você saberá quais são as principais estratégias e táticas para uma gestão de alta performance e também terá esclarecido alguns pontos que jamais ouviu falar sobre o assunto. Prepare-se para formar um time de sucesso!

Para isso, abordarei aqui vários aspectos de uma gerência, como:

  • e-learning;
  • controle periódico de estratégias;
  • o poder das lições de casa;
  • a emoção do varejo;
  • troca de experiências.

Portanto, cada um desses pontos serão uma via de acesso para o sucesso de vendas da sua empresa e, se nesses dias isso tem parecido um sonho utópico demais, fique tranquilo, as coisas podem mudar se estiver atento e disposto a se manter disciplinado em cada uma dessas dicas.

O que é gestão de alta performance?

Um conceito ainda novo para as empresas brasileiras, a gestão de alta performance é um modelo de gestão flexível, limpo e mais humanizado, com foco nas relações colaborativas em ambiente de trabalho e no aprendizado em grupo.

De acordo com essa perspectiva, o método de gestão de alta performance cria um diferencial sem precedentes para a instituição. E, o melhor: tudo isso acontece de forma fluída, no cotidiano das práticas da empresa.

Esse modelo é recente e já promoveu uma nova cara para muitos negócios tradicionais. O impacto da gestão de alta performance é diretamente ligado ao corpo colaborativo. Esse método acredita no recurso humano como principal fonte de sucesso.

Pessoas precisam ser moldadas, aperfeiçoadas. Por isso, meu amigo gestor e minha amiga gestora, um dos princípios das empresas que aplicam a gestão de alta performance é a capacitação do time que integra os setores do negócio.

Fique por dentro também das 5 dicas para um gerente de vendas treinar sua equipe.

Por que a gestão de alta performance é importante?

Levando em consideração as inúmeras transformações que as relações de trabalho sofreram, a importância da gestão de alta performance está exatamente na adaptação a uma nova forma de enxergar o funcionário e suas potencialidades.

Essa forma de gestão visualiza nas pessoas oportunidades. Dessa forma, o líder é responsável por ter essa visão estratégica, que vai além de uma condição de momento. Líderes precisam enxergar o que ninguém mais enxerga e, num setor de vendas, seu colaborador pode ser uma máquina de novos negócios se você puder lapidá-lo.

Com isso tudo aprendi que: o líder é uma figura trabalha em conjunto com o time para agregar e motivar seus vendedores rumo ao sucesso da empresa. É muito simples! Ou melhor dizendo, parece ser muito simples.

Como ser um líder que aplica a gestão de alta performance?

Acredito que esse seja o primeiro passo necessário para a mudança de resultados dentro de um time: a mudança no líder. Todos sabemos que não há nada mais poderoso do que a influência e, pensando nisso, resolvi falar um pouco sobre o comportamento de um líder na gestão de alta performance no mercado de vendas.

  • Na rotina: no dia a dia, o líder de alta performance é disciplinado e encorajado. Essas palavras o define, pois, por meio delas, ele projeta resultados que inspiram seu time e mantém as pessoas sempre confiantes no propósito coletivo da empresa;
  • Nas decisões: quando o assunto é decidir algo, esse profissional é extremamente democrático, escuta a opinião dos vendedores e filtra tudo o que for bom para o alcance das metas;
  • Nos conflitos: nesses momentos, o gestor de alta performance tem sabedoria para encontrar as raízes que provocaram tal situação e, por meio de ações de mudança nesses fatores, ele é capaz de consertar aquilo que foi prejudicado;
  • Nas frustrações: quando erra, o líder se posiciona de maneira otimista. Não dá para acertar o tempo todo, mas aprender sim. Para se fazer uma gestão de alta performance em vendas, tão bom quanto saber o que fazer é saber o que não fazer;
  • No alcance de metas: o time bateu as metas do mês? O gestor de alta performance sabe exatamente o que é necessário: recompensa. Colaboradores não fazem apenas o que lhes é pago, eles fazem por merecer. Valor agregado ao ambiente organizacional é um princípio para esse tipo de líder.

Mas afinal, como ser um gestor de alta performance?

Agora que você já sabe como fazer a gestão de alta performance, vou citar algumas outras importantes dicas de gestão de performance, que vão te ajudar a vender mais, influenciar melhor o seu time e atingir resultados ainda não alcançados.

  1. E-learning: conheça seu produto de trás para frente

Na hora de vender, algo inquestionavelmente necessário é o conhecimento completo sobre o produto ou serviço oferecido. Seus colaboradores precisam saber tudo sobre o que eles estão comercializando.

Então porque não investir neste conhecimento por meio de e-learning? O E-Learning é uma forma de otimizar o treinamento e educação interna da empresa. Você pode criar cursos online para sua própria equipe interna. Criando um material muito bom, você já otimiza o tempo de dedicação de gestores e colaboradores no treino de novos membros da equipe.

Isso gera segurança e determinação positiva. Na hora de mostrar ao cliente as vantagens da aquisição, não haverá dúvidas capazes de impedir uma apresentação matadora. Isso é válido também para que o profissional antecipe as possíveis objeções do comprador e saiba como solucioná-las.

Confira também o vídeo abaixo se você não tem tesão pelo que vende imagina quem está comprando?

  1. Conheça as necessidades da empresa

Nesse ponto é necessário refletir sobre o olhar analítico do gestor de alta performance. Esse profissional precisa vislumbrar todo o time e identificar suas particularidades, necessidades, potencialidades e, sobretudo, as mudanças necessárias.

Por isso, é importante que o desenvolvimento do setor seja constante, sempre inovando e promovendo um ambiente de trabalho adequado para geração de bons resultados.

Conheça também os 4 segredos sobre liderança que ninguém te conta.

  1. Indique ações que auxiliem seus clientes

Assim, sempre que seu cliente demonstrar interesse pelo seu produto, a melhor coisa é deixá-lo com uma liçãozinha de casa. Portanto, amigo gestor, indique atividades que possam contribuir para o fechamento do negócio. Às vezes um filme, um artigo, um e-book, algo que tenha relação com a necessidade dele diante das vantagens do seu produto ou serviço.

Saiba mais sobre como fazer seu cliente comprar mais quando ele está indeciso no vídeo abaixo.

  1. Mostre a emoção do varejo

Ao embarcar no mercado varejista, é necessário compreender que este setor é emoção a todo tempo. Encantar, chamar atenção, disputar um cliente, estimulá-lo ao uso, convencê-lo da necessidade, tudo isso são coisas que um vendedor varejista encara diariamente.

Assim, essa emoção exige habilidades e competências do profissional. Por isso, se prepare para tudo. Faça cursos, vá a treinamentos, desenvolva-se como profissional e ser humano. Seus resultados serão muito mais expressivos.

Até porque o varejo é feito para pessoas e somente uma pessoa é capaz de tocar na alma de outra.

  1. Troque experiências sobre seu segmento

Busque saber como o seu mercado evolui. Esteja sempre fortalecendo seu networking com gestores de outras empresas, conhecendo seus desafios e compartilhando seus conhecimentos profissionais.

Por fim, espero que tenha compreendido cada uma dessas dicas gestão e que elas possam impactar positivamente seu dia a dia como gestor de alta performance.

Quer saber mais sobre estratégias e dicas de vendas?

Meu nome é Thiago Concer o treinador de equipes comerciais mais contratado do Brasil, sócio- fundador do Instituto de Especialização de Vendas e líder do movimento #OSV – Orgulho de ser vendedor. Se quiser aprender ainda mais, inscreva-se no meu canal no YouTube e receba gratuitamente a notificação de todos os meus novos conteúdos.

Acesse também a minha página de produtos de serviços e conheça as diferentes formas de se aprofundar no assunto e se tornar um expert em vendas.